NOTÍCIAS

Copas acolhedoras para comer sem pressa

Elas ressurgem mais acolhedoras e as cozinhas voltam a ter mesas espaçosas. Estamos empenhados em reunir a família e os amigos para comer sem pressa. Esses projetos já aderiram à causa



Gourmet com diversão | Integrada ao living, a cozinha desta cobertura é prato cheio para reunir os amigos: churrasqueira de um lado, chopeira e TV do outro. A proposta do escritório Consuelo Jorge Arquitetos agradou ao morador, o empresário e homônimo ao piloto de Fórmula 1, Fernando Alonso. "Erguido nos anos 1900, o imóvel tinha muitas quinas e chanfros. Abrimos tudo, em um espaço de 60 m²", diz Murilo Nogueira, diretor de criação. A churrasqueira tem coifa própria, escondida sob a alvenaria.

Edu Castello/Editora Globo



copa; Beatriz Fujinaka

Retrô para menores | Entre filhos e enteados, são três as crianças que motivaram a publicitária Lica Bueno e seu marido a investir nessa cozinha de 26 m². Com coifa aparente, acabamentos de aço inox e piso de ladrilho hidráulico, o projeto leva a assinatura da arquiteta Beatriz Fujinaka, do escritório Wolff + Fujinaka Arquitetos. “Antes da obra, havia cozinha e sala de almoço, separadas. O pedido foi que juntássemos em um único ambiente”, diz a arquiteta.

Edu Castello/Editora Globo



copa; Segatto; Patrícia Hildebrando

Em sua casa, Ana Cristina Fulco conta com uma área de home theater no piso térreo, próximo da garagem e da varanda. Anexo a esse local, havia quarto e banheiro de serviço, que ela botou abaixo e transformou em cozinha gourmet.. Desenhada pela Segatto, com o acompanhamento da designer de interiores Patrícia Hildebrando, a área de refeições tem o balcão e a mesa encaixados em uma só peça. Emborrachado e em tom que imita madeira, o piso é fácil de limpar.

Maíra Acayaba / Editora Globo



copa; Paula Magnani; cozinha

Menos formal que a da sala de jantar, mais convidativa que o balcão. Quadrada, com 1,30 x 1,30 m, a mesa idealizada pela arquiteta Paula Magnani é a peça-chave nesta cozinha, de 18 m². Ela está apoiada sobre a bancada de inox. Com o pé em forma de T, recebe banquetas altas e os cadeirões das crianças. Publicitária e mãe de gêmeas, de três anos e meio, a moradora Aurora abriu mão de ter sala de almoço em nome de estimular o convívio das filhas com o preparo dos alimentos.

Maíra Acayaba / Editora Globo



copa; Maurício Karam

O arquiteto e morador deste apartamento, Maurício Karam, decidiu abrir a cozinha em direção à sala, mas não completamente. Onde havia um corredor – veja a posição da viga de concreto aparente –, o profissional eliminou um trecho da parede e lá encaixou a despojada mesa de quatro lugares. Com tampo de vidro sobre a base de cavaletes, o móvel apresenta a vantagem da altura regulável. Assim, pode trocar de função: mesa de refeições ou de trabalho.

Maíra Acayaba / Editora Globo



copa; Marina Linhares

A madeira presente nas estantes, nos móveis e no chão faz desta sala de almoço, de 10 m², um lugar acolhedor e convidativo. Criado pela designer de interiores Marina Linhares para uma família com crianças, o espaço conecta-se à cozinha por meio do visor, que pode ser isolado por persianas. Sem puxadores, apenas com cavas que facilitam a abertura, os armários camuflam-se às portas e ao piso.

Maíra Acayaba / Editora Globo



copa; KTA - Krakowiak & Tavares

Jantar com os filhos é a prioridade na vida da engenheira Fernanda Silvestrini. Em seu apartamento, o espaço, de 2,90 x 2,60 m, transformou-se em copa, projeto da arquiteta Ana Cristina Tavares, sócia de Claudia Krakowiak Bitran, do escritório KTA – Krakowiak & Tavares. Atenta à ergonomia, a profissional projetou a estante com diferentes profundidades. “A ideia é que ninguém bata a cabeça enquanto usa um eletrodoméstico”, conta a arquiteta. Nas portas, não há puxadores.

Maíra Acayaba / Editora Globo

Fonte: Casa & Jardim

VOLTAR PARA NOTÍCIAS

CENTRAL DE VENDAS

CONVERSE CONOSCO NO CHAT ONLINE
OU POR TELEFONE: 51 3476-1403
WHATSAPP: (51) 9314-4853