NOTÍCIAS

Móveis bem posicionados ampliam ambientes - aprenda a fazer!

Mobiliar a casa ou o apartamento exige dinheiro, mas também muito cálculo. Mais que tornar o ambiente bonito com um mobiliário ao gosto do morador, convém aproveitar bem o espaço e garantir a funcionalidade dos cômodos.

O primeiro passo é avaliar a dimensão do ambiente, antes mesmo de colocar os móveis dentro de casa, sugere o arquiteto Bruno GAP, de São Paulo. “É preciso ver onde estão as portas, porque são elas que determinam o fluxo.” Ele sugere reservar ao menos 80 cm para a passagem. Ao subtrair essa medida, o restante do cômodo pode ser usado para distribuir os móveis.

Sala de jantar

O limite de 80 cm não leva em conta as cadeiras da sala de jantar, porque elas ficam afastadas da mesa apenas uma parcela do dia. “Se com a cadeira puxada sobra um espaço de 50 cm para a passagem, já é o suficiente”, pontua GAP.

Se não há esse mínimo, o melhor é encostar uma das extremidades da mesa na parede. Sim, você perde a possibilidade de colocar mais uma cadeira, mas ganha um espaço mais confortável para as outras. O arquiteto Cioli Stancioli, de Belo Horizonte, sugere o uso de um espelho na mesma parede. “Ele reflete o cômodo e dá uma sensação de amplitude.”

A designer de interiores Patrícia Pasquini, de São Paulo, aconselha que o tamanho e o formato da mesa de jantar sigam o formato e tamanho da sala. “Recomendo mesas retangulares e quadradas para ambientes amplos. Se não há muito espaço, uma boa solução é utilizar mesa redonda, de aproximadamente 140 cm de diâmetro. Ela deixa o ambiente leve por não ter quinas.” /p> Sala de estar

Este cômodo tem layout mais flexível. É possível variar o tamanho dos sofás, usar uma mesa de centro ou substituí-la por mesas laterais. “O estilo varia de acordo com a quantidade de pessoas que você costuma receber”, diz GAP. Para Patrícia, na dúvida, o melhor é investir em uma decoração minimalista. “Em vez de colorar vários sofás em um ambiente, opte pela combinação de sofá, banco e poltronas.”

GAP destaca que a distância entre os móveis faz muita diferença. O sofá, por exemplo, deve ficar entre 45 cm e 55 cm da mesa de centro. Menos que isso, a ponta da mesa vira uma ameaça a canelas e coxas. Mais que isso, a visita terá de se levantar para servir-se de bebida ou aperitivo.

Para não prejudicar a circulação, a mesa de centro deve ficar, no mínimo, a 60 cm de um eventual aparador.

Quarto de casal

No quarto de casal, não é uma boa encostar um dos lados da cama na parede, mas pode-se determinar uma passagem primária e outra secundária. A primeira, mais larga (o ideal são 90 cm ou 1 metro), é a que dá acesso ao banheiro ou à porta de entrada. A outra – entre a cama e a parede – pode ser menor (50 cm a 60 cm).

“Se for preciso, o casal pode abrir mão de um dos criados-mudos, ou fazer uma versão mais estreita que a média, de 80 cm. Se o estilo do quarto for mais jovem e despojado, dá para substituir o criado-mudo por uma banqueta, que funciona bem para sustentar livros ou um abajur”, afirma GAP.

Corredor

Aqui, a largura mínima é de 80 cm. Até esse limite, resista à tentação de colocar itens como aparador ou vaso. Quadro, tudo bem, de preferência com moldura clean – e não daquelas que se projetam para frente e podem tirar de 5 cm a 10 cm do espaço do corredor. Outras alternativas são adesivo de parede ou espelho (os mais fininhos ocupam apenas 6 mm).

Fonte: Terra Casa e Decoração

VOLTAR PARA NOTÍCIAS

CENTRAL DE VENDAS

CONVERSE CONOSCO NO CHAT ONLINE
OU POR TELEFONE: 51 3476-1403
WHATSAPP: (51) 9314-4853