NOTÍCIAS

Revestimentos: Parece, mas não é

Uma série de materiais que imitam os originais amplia as possibilidades na hora da obra.

Nunca os revestimentos foram tão democráticos. Ao mesmo tempo que as madeiras, mármores, ladrilhos e outros elementos naturais mantêm seu público fiel, a cada ano surgem mais alternativas para cobrir superfícies com personalidade e conforto. São porcelanatos, pisos vinílicos, laminados e cimentícios que surpreendem pela reprodução perfeita dos efeitos. Mais sustentáveis, eles também são uma ótima solução para diminuir os custos da obra. Veja abaixo alguns ambientes com revestimentos alternativos.


(Foto: Maíra Acayaba/Editora Globo)

Preservando a natureza

O piso da cozinha gourmet que parece madeira é na verdade um PVC, da Interfloor Carvalho Rústico, que imita o material nobre. Fácil de limpar, conservar e aplicar, é ideal para áreas que recebem muitas pessoas. Impressos em alta definição, esses substitutos (cerâmicas também são boa opção) ganham texturas de veios na superfície. Assim, a reprodução chega ao máximo da realidade, como esperava a designer de interiores Patricia Hidelbrando.


(Foto: Luis Gomes/Editora Globo)

Vintage

Na cozinha cujo maior destaque é o armário com laca brilhante em amarelo, equilibrado pelo aço inox e preto dos eletrodomésticos, o porcelanato que imita ladrilho hidráulico é o arremate do ambiente. Os fabricantes conseguem reproduzir até mesmo as ondulações e sulcos típicos dos ladrilhos originais. O projeto é da arquiteta Beatriz Quinelato.


(Foto: Maíra Acayaba/Editora Globo)

Prático

Os ambientes da área social são unidos pelo piso com placas de porcelanato no tom concreto. O ar é contemporâneo. São mais práticas e com melhor acabamento do que o cimento queimado, diz a arquiteta Tininha Loureiro. O original é suscetível a manchas e trincas, um motivo importante para considerar o uso das réplicas ao escolher o material da reforma.


(Foto: Edu Castello/Editora Globo)

Cara nova

Parece um mosaico de azulejos. Mas é um tecido adesivo para a parede. Opção fácil para radicalizar a decoração sem precisar de quebra-quebra em casa. O colorido traz alegria ao ambiente. Muitos imitam também os tradicionais azulejos portugueses apenas em tons de azul.


(Foto: Edu Castello/Editora Globo)

Mesmo efeito

É possível ter a sensação dos tijolinhos à vista sem os transtornos de uma obra. Na parede deste apartamento de uma economista, em São Paulo, foi o papel de parede texturizado que transformou o ambiente. E sem sujeira. O material exige mais cuidado do que os adesivos. Mas a aplicação ainda é mais tranquila do que a reforma

Fonte: Casa e Jardim

VOLTAR PARA NOTÍCIAS

CENTRAL DE VENDAS

CONVERSE CONOSCO NO CHAT ONLINE
OU POR TELEFONE: 51 3476-1403
WHATSAPP: (51) 9314-4853